RIBEIRA GRANDE DE SANTIAGO E GORÉE GEMINAM-SE HOJE

800px-goreemuseehistorique2

Foto: fonte Wikipédia

O Município da Ribeira Grande de Santiago e Gorée (Senegal), as duas primeiras cidades portuguesas em África, assinam hoje, 23, Dia do Património nas Festas do Santo Nome de Jesus, um protocolo de geminação. O acto será testemunhado pelo presidente da Câmara de Lagos (Portugal), Júlio Monteiro Barroso.

Essa ligação protocolar da Ribeira Grande, em particular a Cidade Velha, a Gorée reconstrói uma das páginas mais tristes da História da Humanidade, o tráfico negreiro. Em Gorée, na costa africana, os comerciantes reuniam os escravos que eram depois enviados para a Europa ou EUA. Cidade Velha/Ribeira Grande era o entreposto na passagem dos escravos. E Lagos (Portugal) era o ponto de partida das embarcações portuguesas que calcorreavam os mares do mundo e o primeiro porto europeu a receber o tráfico dos escravos africanos.

Sobre a Ilha – cidade ao largo de Dakar, Gorée, ela foi, desde 1978, considerada pela UNESCO Património da Humanidade. Com pouco mais de mil habitantes, e devido à sua importância cultural, Gorée estruturou um conjunto de geminações significantes em termos históricos: com Drancy (França), Rodden Island (África do Sul), Sainte Anne (Martinica), Le Lamantin (Guadalupe), Essaouira (Marrocos) e agora Cidade Velha.

Quanto a Lagos “revela-se com bastante importância, em 1415, no reinado de D. João I, em virtude dos Descobrimentos Portugueses. Lourenço Gomes e António Gago partiram de Lagos à descoberta de novas paragens, tendo em 1419 descoberto a Ilha da Madeira. De Lagos partia também, em 1434, no reinado de D. Duarte, o navegador Gil Eanes, para dobrar o Cabo Bojador. A partir desta altura, Lagos tornava-se um ponto de escala obrigatória para os navios”, lê-se no site www.lagosdigital.com.

Por este motivo histórico, também hoje, a Câmara da Ribeira Grande de Santiago vai atribuir a Júlio Barroso o estatuto de “Cidadão Honorário” da Cidade Velha, ligando-o assim à memória colectiva do povo ribeiragrandense. Refira-se que Júlio Monteiro Barroso é presidente da Câmara Municipal de Lagos, da Associação Europeia dos Municípios com Marina e ainda da Associação de Municípios “Terras do Infante”.

Constânça de Pina

Fonte: A Semana www.asemana.publ.cv. Reproduzido com a devida vénia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s