A FESTA DO SANTO NOME DE JESUS FOI “OBRA” DA COMUNICAÇÃO SOCIAL

Ontem todos os caminhos foram dar à Cidade Velha. Milhares e milhares de pessoas convergiram para o Calhau, enchendo todo o largo espaço diante das actuais instalações da Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago. Às duas da manhã, ainda muita gente caminhava pela estrada da encosta que desce de Achada Forte e a fila de automóveis prolongava-se até ao cruzamento para Calabaceira da Cidade Velha.

O Festival de encerramento da Festa do Santo Nome de Jesus (que precede as celebrações religiosas que são próprias destes dias) veio para ficar e será, nos próximos anos, a par do cortejo de abertura, da eleição da Miss Ribeira Grande de Santiago, do concurso de batucadeiras, dos fóruns e realizações culturais, um dos ingredientes desta Festa anual que, estamos certos, já colou no coração dos santiaguenses.

A dimensão que a Festa alcançou este ano ultrapassou as melhores expectativas, criando sérios embaraços à Comissão Organizadora que, estando preparada para enfrentar e resolver dificuldades, se viu a braços com uma realidade que de longe superou tudo o previsto.

A “culpa” deste facto, é preciso dizê-lo, foi da Comunicação Social. Foi o modo como a Comunicação Social aderiu a este evento, a ampla cobertura efectuada, que permitiram que a Festa do Santo Nome de Jesus na Cidade Velha fosse o que foi. Mais do que “obra” da sua Comissão Organizadora e da Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago, a Festa do Santo Nome-2009 foi obra da Informação cabo-verdiana, à qual profundamente agradecemos.

Cometemos erros. Houve falhas. Temos disso consciência. Mas temos também a certeza de que a Comunicação Social saberá, com o seu espírito crítico, ajudar-nos a perceber onde e como e porquê falhámos. “Cumplicidade” não é apenas aplauso: é também, e sobretudo, crítica e análise. E essas, interessadamente e sem melindres, esperamos.

Assumimos o compromisso de, no próximo ano, criar melhores condições de trabalho para os profissionais da Comissão Social. A breve prazo, será nomeada uma Comissão que começará já a preparar a Festa 2010, ano em que também celebraremos os 550 anos do Achamento. Ficamos com a responsabilidade de corrigir erros e falhas e de fazer mais e melhor, para que as Festas da Cidade Velha sejam festas do Povo e festas da Cultura e progressivamente ganhem amplitude internacional.

A Comissão Organizadora da Festa do Santo Nome de Jesus-2009 está grata à Comunicação Social. Dela se despede hoje… até 2010. A Ribeira Grande de Santiago mais do que festa é trabalho. Há graves problemas a resolver, muito a fazer e a construir. Seremos este ano Património da Humanidade. Queremos estar preparados para isso.

Comissão Organizadora da Festa do Santo Nome de Jesus

Cidade Velha, 25 Janeiro 2009

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s