FESTA DO SANTO NOME DE JESUS 2009: Prémios e Concursos

A edição de 2009 da Festa do Santo Nome de Jesus fica assinalada pelo anúncio público de algumas iniciativas inéditas de valorização histórica, cultural e turística local, de grande significado e potencial para o futuro da Cidade Velha.

PRÉMIO ANTÓNIO DA NOLI

A Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago institui o Prémio anual António da Noli, com o qual distingue o jornalista que, nos diferentes meios de Comunicação (imprensa, rádio, televisão ou informação digital), tenha publicado nesse ano a melhor peça jornalística sobre a Cidade Velha e/ou o Município onde a antiga capital de Cabo Verde se insere. Com este prémio, a CMRGS homenageia aquele que se supõe ter sido o navegador que, ao serviço do Infante D. Henrique, primeiro terá achado as ilhas de Cabo Verde (em 1460), em concreto a ilha de Santiago e o local que ficou conhecido como Ribeira Grande. Nascido em Noli, Itália, também designado em Génova como Antonotto Usodimare, foi o primeiro capitão donatário de Cabo Verde, por carta de doação datada de 19 de Setembro de 1462, usufruindo dessa mercê até 1496. Da Noli veio a falecer no ano seguinte, 1497, supostamente no que é hoje a Cidade Velha.

Para este Prémio António Da Noli, que se institui agora, adopta-se o seguinte Regulamento:

REGULAMENTO DO PRÉMIO ANTONIO DA NOLI:

O Prémio António Da Noli é atribuído ao jornalista que, em cada ano, seja autor reconhecido da peça jornalística, editada na imprensa, rádio, televisão ou informação digital cabo-verdiana (do País ou da Diáspora) que o júri do Prémio entenda ter sido o melhor trabalho produzido sobre a Cidade Velha ou sobre o Município da Ribeira Grande de Santiago.

CANDIDATURAS

  1. Os trabalhos concorrentes ao Prémio António Da Noli devem dar entrada na Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago até ao dia 10 de Julho
  1. 1. Os trabalhos devem ser apresentados em quatro cópias e com envelope anexo onde se referem: o nome do autor, morada, contacto telefónico e/ou endereço electrónico, data da sua edição e o nome do órgão de Comunicação onde foi inserido
  1. 2. O nome do vencedor do Prémio António Da Noli é publicamente anunciado a 23 de Julho, Dia do Município da Ribeira Grande de Santiago
  2. A entrega do prémio é feita em acto solene, em data a designar aquando do seu anúncio.
  3. Os trabalhos não premiados ficam em arquivo da Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago, passando a integrar o espólio documental do Município.

VALOR DO PRÉMIO ANTONIO DA NOLI

  1. O valor do Prémio António Da Noli é de 50 mil escudos.
  2. O vencedor do Prémio António Da Noli, tal como o órgão de Comunicação onde o trabalho distinguido foi editado, recebe um diploma confirmador da distinção.
  3. O vencedor do Prémio António Da Noli é único. Não haverá atribuição de prémios ex-aequo.
  4. O júri é soberano, não havendo recurso para a sua decisão.
  5. O júri pode decidir, se for esse o seu entendimento, a não atribuição do Prémio António Da Noli por falta de qualidade dos trabalhos candidatos apresentados esse ano.
  6. A Câmara da Ribeira Grande de Santiago reserva-se o direito de republicar na sua revista o trabalho premiado, sem qualquer retribuição adicional.

JURI DO PRÉMIO ANTONIO DA NOLI

  1. O júri será composto por três elementos: o primeiro em representação da Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago; o segundo em representação da AJOC, Associação dos Jornalistas Cabo-verdianos, que para o efeito será convidada; o terceiro, uma personalidade independente, conhecedora do processo jornalístico, a designar por acordo entre os dois primeiros.
  2. A presidência do júri cabe ao representante da Câmara Municipal da Ribeira Grande que, todavia, não terá direito a voto, excepto quando não haja acordo entre os dois outros elementos do júri sobre a atribuição do Prémio. Nessa circunstância, será ele o decisor entre as duas opções em presença.
  3. É permitida a cada elemento do júri a declaração de voto, justificativa da sua opção.
  4. A acta do Prémio António Da Noli, integrando as declarações de voto do júri, é tornada pública.

1. Dando cumprimento ao publicamente anunciado no Dia do Município da Ribeira Grande de Santiago (23 de Julho), aquando da divulgação do vencedor do I Prémio de Jornalismo António da Noli, a Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago divulga integralmente a acta do júri deste Prémio – divulgação que garante total transparência a este concurso, no qual o trabalho jornalístico foi apreciado apenas por jornalistas, que puderam usar livremente dos seus critérios.

2. A entrega do Prémio António da Noli (bem como do Prémio Fénix) será feita em Novembro, em acto público, em data a determinar. Nessa altura será anunciada a abertura do II Prémio de Jornalismo António da Noli.

3. A Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago agradece aos elementos do júri, à AJOC e aos jornalistas cabo-verdianos o interesse que manifestaram por este Prémio.

4. A colaboração entre a AJOC e a Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago é para ter continuidade.

CMRGS, 27 Julho 2009


PRÉMIO FÉNIX

Fénix foi a mitológica ave que, depois de morta, era queimada na pira sagrada e assim ressuscitava das cinzas, sempre belíssima nas suas cores e no seu canto. Tal como era a Fénix dos antigos romanos, assim é Cidade Velha: a Fénix pode justificadamente ser um símbolo a adoptar pela Ribeira Grande de Santiago para a sua cidade.

Com o Prémio Fénix, a anunciar nas Festas do Santo Nome de Jesus e a ser entregue em acto público no Dia do Município da Ribeira Grande de Santiago (23 de Julho), a Câmara Municipal distingue um órgão de Comunicação (imprensa, rádio, televisão ou informação digital), cabo-verdiano ou estrangeiro, que ao longo de cada ano se tenha destacado pela atenção dada a Cidade Velha, à sua promoção, à sua história e aos seus problemas.

Trata-se de um prémio não sujeito a concurso, portanto sem regulamento específico e sem recorrência a júri: é a Câmara que, por si mesma, por vontade própria, o atribui em decisão tomada em reunião do seu Executivo. O nome do órgão distinguido é anunciado publicamente no dia 20 de Julho de cada ano.

Sendo distinção de mérito, o Prémio Fénix não terá tradução pecuniária: trata-se de um prémio simbólico, conferido por diploma e troféu. Traz honra e projecção a quem o recebe, com as eventuais vantagens a tal inerentes. E é um incentivo aos meios de Comunicação para relevarem a Cidade Velha nas suas agendas.

A par do Prémio Da Noli (para jornalistas), o Prémio Fénix integra um conjunto de distinções que venham a ser decididas no futuro, com as quais a Ribeira Grande de Santiago anualmente contemplará as Artes, o Ensino, a Investigação Histórica, o Associativismo e o Desporto.

CONCURSO DE IDEIAS

A velha Ribeira Grande, na ilha de Santiago, berço da nacionalidade e primeira capital do arquipélago, foi obra colectiva. Primeiros colonos e primeiros escravos lavraram a terra, cataram o sangue do dragão, plantaram a cana, construíram casas e templos, produziram o açúcar (que, ao tempo, valia ouro), disseminaram gado. Foi com o esforço de todos, com a colaboração de todos que floresceu, neste recanto do mundo, uma cidade que os testemunhos referem ter sido bela e rica. Na ilha, onde antes não havia habitantes, foi o esforço colectivo que tornou possível que esta cidade vingasse.

Fundamentando-se nesta herança histórica, a Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago retoma o pioneirismo dos antepassados e incentiva cada um ao seu contributo para o esforço colectivo de restaurar o esplendor antigo que as vicissitudes da História quase apagaram e promove um CONCURSO DE IDEIAS em torno de quatro temas:

  • Brasão e Bandeira da Ribeira Grande de Santiago;
  • Museu e Biblioteca Municipal;
  • Parque de Diversões para crianças na Mata do Convento;
  • Evocações e Estatuária para a Cidade Velha.

Para este concurso foi estabelecido o seguinte regulamento:

  • Pode candidatar-se a este concurso qualquer cidadão, cabo-verdiano ou estrangeiro, que queira submeter a apreciação os seus projectos.
  • Cada concorrente pode apresentar mais do que uma proposta para cada um dos temas em concurso, desde que cada uma delas esteja devidamente identificada em separado com um pseudónimo próprio e diferenciado.
  • As propostas apresentadas devem ter em atenção os condicionalismos impostos pela necessidade de preservar o Património Monumental e o Ambiente.
  • Cada proposta deve incluir maqueta e memória descritiva, sendo assinada com pseudónimo, e referência ao tema que versa.
  • Em envelope à parte, fechado e lacrado, tendo no exterior apenas a indicação do pseudónimo concorrente, deve ser colocada uma ficha com as seguintes indicações: nome verdadeiro e/ou nome por que o autor é conhecido, idade, morada, telefone, endereço electrónico, profissão.
  • Só depois de apreciadas as propostas pelo júri, podem ser abertos os envelopes e apenas os respeitantes aos trabalhos distinguidos. Far-se-á então a identificação das propostas premiadas. Os demais envelopes não serão abertos.
  • As propostas candidatas devem ser entregues na Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago até dia 1 de Julho de 2009.
  • O anúncio das propostas vencedoras será feito no dia 23 de Julho, Dia do Município da Ribeira Grande de Santiago.
  • As propostas serão apreciadas e julgadas por um júri de três elementos, sendo um em representação da Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago; o segundo, um arquitecto credenciado, a convidar; e o terceiro, um especialista em questões de Património. Os nomes dos indigitados para o júri serão divulgados no dia 1 de Julho de 2009.
  • Nenhum membro do júri pode ser autor (ou familiar de autor) de propostas levadas a concurso.
  • Caso o júri entenda que nenhuma proposta tem qualidade para ser aprovada, não haverá vencedor no tema em questão.
  • Não haverá classificações ex-aequo. Apenas são anunciados os trabalhos distinguidos.
  • Os valores dos prémios atribuídos serão fixados pela Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago até ao dia 1 de Junho de 2009.
  • A Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago reserva-se o direito de adoptar (ou não) os trabalhos distinguidos como ponto de partida para projectos que venham a ser programados e executados, depois de acordo estabelecido com o seu autor.

Comissão Organizadora da Festa do Santo Nome de Jesus, Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago

Anúncios

HABITAÇÕES DA CIDADE PATRIMÓNIO RECEBEM COZINHAS E CASAS DE BANHO

A intervenção do Município, se visou dotar as casas do mínimo de conforto para os seus habitantes, de modo a valorizar as condições de habitabilidade, tornando-as dignas de um Centro Histórico, teve também em conta recuperar e reabilitar casas que se encontravam bastante degradadas. “”A Cidade Velha tem de ser um brinco”, disse o Presidente Manuel de Pina na cerimónia. Que assim seja!

Continue reading “HABITAÇÕES DA CIDADE PATRIMÓNIO RECEBEM COZINHAS E CASAS DE BANHO”

JOÃO LOPES FILHO APRESENTA LIVRO NA CIDADE VELHA

“Crónicas do Tempo que Passou”, de João Lopes Filho, editado pelo Instituto da Biblioteca Nacional e do Livro, é lançado no próximo dia 20, às 18 horas, sexta-feira, no Real Tours/Terreiro da Cultura, Cidade Velha, com o apoio da Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago.

Continue reading “JOÃO LOPES FILHO APRESENTA LIVRO NA CIDADE VELHA”

BLOG DE ESTUDANTES DA RIBEIRA GRANDE DE SANTIAGO “MOSTRA” O SEU ENCONTRO EM COIMBRA

Fonte: http://estudantergs.blogspot.com
Fonte: http://estudantergs.blogspot.com

As dúvidas levantadas ao quantitativo enunciado têm uma explicação: os duvidantes parecem esquecer que, neste momento, para além dos bolseiros pelo Estado, há bolseiros pela Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago, que estudam ao abrigo de acordos entre o Município e universidades portuguesas, aos quais se juntam estudantes do ensino profissional, em formação em Portugal, também ao abrigo de acordos entre a Câmara e escolas profissionais profissionais portuguesas (caso da Magestil). De referir que, entre os numerosos alunos oriundos da Ribeira Grande de Santiago, há muitos já na fase de mestrado

Continue reading “BLOG DE ESTUDANTES DA RIBEIRA GRANDE DE SANTIAGO “MOSTRA” O SEU ENCONTRO EM COIMBRA”

NOVAS PERSPECTIVAS DE DESENVOLVIMENTO PARA A CIDADE VELHA

Uma delegação da Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago, chefiada pelo presidente Manuel de Pina, esteve em Portugal no início deste mês. O balanço, extremamente positivo, dessa viagem é agora divulgado em nota informativa da autarquia, que reproduzimos na íntegra.

Continue reading “NOVAS PERSPECTIVAS DE DESENVOLVIMENTO PARA A CIDADE VELHA”

CÂMARA DA RIBEIRA GRANDE DE SANTIAGO RECUSA PARTICIPAR NO CONSELHO DE GESTÃO E RECORRE PARA O SUPREMO E (PROVAVELMENTE) PARA A UNESCO

Mal a decisão do Conselho de Ministros de ontem foi conhecida, Liberal quis saber a reacção da Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago. Na ausência do presidente Manuel de Pina, um informador da autarquia foi peremptório: “tanto quanto sabemos, o Governo validou o inaceitável, a proposta do IIPC. E fê-lo em condições eticamente reprováveis, onde uma vez mais a má-fé foi nota dominante. A Câmara não pactuará. A partir de agora, manda a experiência que nenhuma confiança tenhamos em qualquer eventual tentativa de acordo que venha dessa parte. A decisão da Câmara é simples, é óbvia, e era pré-conhecida tanto pelo IIPC, como pelo Governo: a Câmara não participará no aberrante Conselho de Gestão agora determinado pelo Governo. Mais: a Câmara irá recorrer para o Supremo Tribunal de Justiça, suscitando a constitucionalidade dos diplomas. E não é de excluir, é mesmo uma forte possibilidade, que a Câmara recorra para a própria UNESCO, fundamentando as suas razões, se é que elas não são já conhecidas pela própria UNESCO”.

Continue reading “CÂMARA DA RIBEIRA GRANDE DE SANTIAGO RECUSA PARTICIPAR NO CONSELHO DE GESTÃO E RECORRE PARA O SUPREMO E (PROVAVELMENTE) PARA A UNESCO”

A CÂMARA MUNICIPAL DA RIBEIRA GRANDE E AS PROPOSTAS DO IIPC PARA A CIDADE VELHA

(Ribeira Grande de Santiago, 26/02/09). A Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago pronuncia-se amanhã, dia 27, sexta-feira, sobre o processo de candidatura da Cidade Velha a Património da Humanidade. Trata-se de uma importante e sucinta declaração que esclarece a posição da Autarquia relativamente a questões fundamentais que têm a ver com o Poder Local, constitucionalmente definido, o seu relacionamento com Institutos Públicos, e a exigível e necessária transparência de processos.

Porque esta declaração vai ao encontro da necessidade de afirmação e reforço do municipalismo na sociedade cabo-verdiana, ela será excepcionalmente feita pela Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago fora das suas instalações próprias: será às 15 horas na sede da Associação Nacional de Municípios de Cabo Verde, ANMCV, cidade da Praia.

Cientes de que a declaração em causa será em absoluto esclarecedora, a Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago pede a atenção dos órgãos de Comunicação Social para esta tomada de posição e suas eventuais consequências.

Fonte: Gabinete de Informação da Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago